Escrevendo Textos...: 2015

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

O VERDADEIRO LADO DA VIDA DE UM ANSIOSO


PUBLICADO EM RECORTES POR DOMIE LENNON

Não há como entender a ansiedade sem mostrar o que se passa na cabeça de uma pessoa ansiosa.
Este texto será uma viagem dentro da cabeça de um ansioso.
E só para constar: ansiedade não é esperar por um telefonema, como dizem outros textos. É uma patologia, que se não trabalhada, evolui para pânico, depressão e até suicídio.

Dormia e me remexia na cama, o coração apertado, a respiração ofegante. Pensava:

-eu deveria estar dormindo melhor, por quê não me acalmo?

Estou com sono, quero dormir em paz.

Me reviro, me reviro e começo a despertar aos poucos.

Olhei para o relógio. Eram 07:30.

Mas como se fui dormir às quatro?

Lembrei que cheguei um pouco alegre, derrubei algumas coisas, mas estava bem.

Passei a lembrar daquele pub, muito Rock n`Roll, muitas pessoas bonitas, mas o clima era pesado.

Voltei a tentar dormir, não conseguia.

Fui ficando com frio, mais frio e os pensamentos de culpa não saíam de minha cabeça.

Pensava que logo teria que me arrumar para viajar, mas não me sentia bem.

Como sairia daquela cama sem me sentir bem?

Coração acelerado, frio, enjôo e dor de barriga.

Decidi me levantar e tomar um banho.

Durante o banho, sentia aquela ducha quente tentar me acalmar.

Tentava me convencer de que aquela ducha me acalmaria.

Coração apertado, ofegante e cabeça a mil.

Começava então a me culpar.

Você não conseguiu nada de útil em sua vida até hoje. Quem é você? Quando terá uma vida melhor? Por quê não consegue levantar cedo e ir caminhar como as pessoas sãs conseguem?

Você está sozinho, está longe de tudo e de todos.

Quem é o seu grupo? O que faz neste mundo?

Quantos anos você tem? Como esperava que sua vida estivesse quando atingisse esta idade?

Onde mora? O que te pertence?

Quem te pertence?

O que você fez até hoje?

Para onde quer ir?

Por quê não está estudando mais?

Por quê foi beber aquela cuba libre ontem?

Por quê está se condenando de ter bebido esta cuba libre se existem pessoas que bebem garrafas de vinho ou vodka sozinhos e nada sentem de culpa logo após?

Por quê todos conseguem rir menos você?

Como queria que sua vida fosse?

Por quê não existe naturalidade em nada que faz?

Por quê você não pertence? Por quê sonha com coisas tão inalcançáveis?

E se tivesse escolhido outro caminho?

Como será o futuro?

Esta tortura psicológica irá passar um dia?

Quando serei feliz de verdade?

Quando poderei ver meus valores e seguir com segurança?

Segurança?

O que isto significa?

Não estou seguro.

Esta cidade está um caos.

Demorarei séculos para chegar a algum lugar.

Tudo caro.

Quando terei um lar próprio?

Estou longe de todos que conheço. Não, espera! Tem amigos próximos.

Amigos?

Que amigos?

Não me sinto à vontade para chamá-los para sair.

Sempre saio sem fazer aquilo que realmente gosto.

O que eu gosto?

Poucas coisas eu gostei em minha vida. Dança, filmes, momentos raros, abraços raros, praias raras, sensações de pertencimento raras.

Por quê todos conseguem se divertir com coisas banais e eu não?

Por quê não pertenço?

A onde pertenço?

Quero viver, sonhar, voar, mas para onde?

Teria coragem de voar?

Tenho medo, muito medo.

Quero conquistar o mundo.

Que mundo?

Teria eu habilidade para dominar este mundo?

Será que fiz escolhas que me trouxessem sanidade?

Ou será que escolhi o caminho que será mais tortuoso?

Mas se tivesse escolhido o caminho mais fácil, seria eu feliz, sem me intrigar?

Oh, quantas indagações...

Ignorância realmente é uma benção...

Será que todos são assim como eu?

Estou com medo de sair de casa.

Que lugar é esse?

Pertenço a aqui?

Meu estômago ainda recusa o pensamento de comida, meu coração não desacelera.

Deveria eu tomar um calmante?

Mas e se eu tomar calmante e não relaxar?

E se eu só relaxar com calmantes no futuro?

Como lidarei com problemas maiores em minha vida se não consigo lidar com as pequenas pressões de hoje?

Pequenas pressões?

Seriam pequenas as pressões de tentar se criar uma identidade neste mundo cheio de pessoas tão melhores do que eu?

Auto estima...

Por quê penso eu que estas pessoas são melhores?

Você deveria trabalhar melhor esta auto estima ai...

Cansado.

Cansado de pensar tanto.

Só queria relaxar e ser ignorante.

Queria não querer saber de tudo.

Queria ter o mesmo sorriso leve das pessoas na rua.

Como são suas vidas?

São completas?

Ou seriam todos fúteis querendo comprar a felicidade num shopping?

Ignorantes, felizes todos os ignorantes...

Estou eu ficando doente?

Por quê não me sinto bem?

Preciso de terapia...

Terapia é caro! óh meu Deus, nada tem solução!

Onde estará a felicidade em mim mesmo?

Seria eu feliz quando estiver velho?

Quando já tiver vivido tudo o que tinha para viver e já saberia como foi minha vida? Sem medo do que será o futuro que já teria passado?

Ah sim, eu com meus netos num jardim nos fundos de casa... Aí sim relaxaria.

Meu parceiro já estaria velho e assexuado, não tendo eu que me preocupar com fidelidades...

Ah, o senso de família feliz... quando foi que te perdi?

Oh vida feliz de Disney, onde estará?

Oh Príncipe encantando, existes?

Não se pode confiar em ninguém.

As pessoas sempre desapontam. Elas dizem coisas para ganhar sua atenção e depois se mostram tudo o que antes criticavam... As pessoas são fracas. As pessoas são doidas. As pessoas não têm valores. A quem admirar? Não há. Quando virei uma pessoa tão realista? Para onde foram os sonhos? A vida teria graça em si? Ou nós faríamos esta graça? O que será do amanhã? E o agora? Deveria estar vivendo o agora. Ainda estou neste banho e estou cansado, cansado de pensar, cansado de sofrer. Quero ser leve. Quero ser livre. Quero morrer. Haveria liberdade nos céus? Mas a igreja criou o céu? O que há depois daqui? Não, não quero mais morrer, quero encontrar a felicidade aqui. Aqui. E aqui. Estou cansado de pensar. Vou ligar uma música. E assim os pensamentos se esvaem no modo automático de se viver, onde todos aqueles ignorantes vivem. Oh dom incoerente o de pensar e questionar. Oh dom causador de toda esta necessidade de ser ter o controle sobre tudo. Oh maldita necessidade de acelerar as coisas e controlar aquilo que não posso. Oh vida...

Saía do banho, tentava ver o mundo como algo a que pertenço e começava a arrumar minhas coisas para viajar. Aos poucos o coração foi desacelerando. A crise de ansiedade ia passando... O corpo se aquietando. E a busca por um dia de paz se iniciava... Os prantos e as orações para alguém que talvez estivesse me olhando invadiam o peito e a paz ia entrando. Como fazer para manter esta paz? Já não se sabia mais, afinal, de que adiantava pensar tanto? Ligava o botão do desligamento e do modo automático e sonhava com uma vida tranquila numa varanda, numa rede e um copo de café. Ah não, desta vez, chá, porque café incita a ansiedade.

Caros, esta foi uma viagem dentro da cabeça de um ansioso.

Chamo suas atenções para um problema que está dominando a sociedade atual. Estamos vivendo em um mundo competitivo e vivemos sob muitas pressões. Muitos de nós já acordamos com taquicardia, respiração ofegante e medos. Medos de como será o futuro. Medos de, se a pessoa que está conosco, está de fato conosco, medo de viver. Esse medo de viver, nos coloca dentro de uma caixa de pensamentos auto destrutivos que precisam ser buscados em sua origens e tratados. Devemos ter um ponto de equilíbrio e este ponto tem que ser imbatível. Nos colemos a orações, a fés em alguma coisa, a tratamentos e à criação de pensamentos positivos. Somos a sociedade da loucura. Dos remédios para dormir e dos remédios para acordar. Somos robôs. Somos marionetes de um sistema que nos quer sugar tudo o que temos. Não nos deixemos virar fruto dessa sociedade agitada. Mantenhamos nossos próprios ritmos. Ansiedade é normal, mas passando de certo ponto, há de se investigar sua causa e tratamento. Pensar demais pode levar à um quadro de loucura e perda de controle de seus pensamentos, que podem levar à síndrome do pânico, a ataques violentos e até ao suicídio. Precisamos sair um pouco deste modo de vida. Ansiedade não é bobeirinha de querer que alguém responda rápido a uma mensagem. Não é só roer as unhas. É tremer, perder o controle e se questionar se ainda somos sãos. Se ainda somos donos de nossas escolhas. Não banalizem um problema sério da sociedade atual!

Texto de autoria:

© OBVIOUSMAG 2003. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS @obvious, @obvioushp //Domie Lennon

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

...



"O melhor de ter o coração machucado e lutar para colocar cada coisa de volta no seu lugar, é aprender. Aprender em quem se pode confiar, por mais que os erros façam parte de toda a nossa existência.
Cada passo em falso é uma lição. Pelo menos hoje, depois de não conseguir mais chorar por aqueles amores frustrados, aprendi.
A verdade é que vão existir centenas de pessoas querendo te querer bem. Centenas de aproveitadores, seres humanos vazios, cheios de segundas intenções, de interesseiros, de forasteiros, de príncipes, princesas, bruxas, sapos, rãs, lobos, raposas, mocinhos, vilões, pessoas com os corações cheios de buracos achando que somos estepes. E você só precisa escolher uma.
A gente só precisa escolher uma pessoa, dentre tantas. Aquela que, por mais que as imperfeições estejam à mostra, ainda te faça querer ficar. Ainda te faça querer ser uma pessoa melhor, um amor, um amigo, um filho, um ser humano melhor.
Eu gosto mesmo é de quem desperta o melhor que eu posso ser. Eu gosto mesmo é de quem faz meu passado virar só uma noite mal dormida e transforma o presente em noite tranquila de sono.
Gente que transforma o futuro em sonho. Em desejo. Em vontade. Em realidade." (Matheus Rocha)

sábado, 26 de setembro de 2015

AliExpress


Cliquem na imagem e comprem muitoo...

Hoje eu vim fazer um poste sobre o nova afiliação no Aliexpress, pois realmente é um site sério, no qual eu sempre compro e sempre fico muito satisfeita, a única coisa que pode nos deixar bemmm ansiosos é a demora devido ser um produto importado. E é impressionante a qualidade dos produtos
Meu irmão corajoso já comprou coisas com valor alto como: relógio, tênis e até um celular de R$ 700,00.
A minha lista também é grande... Vai ai que já comprei.
Cordões (Inclusive pra minha loja)
Capinha de celular
Moldes de Silicone
Lenços
Relógios
Moldes para decorar Capuchino


domingo, 3 de maio de 2015

Remember: at the end of the day it's all about her




Lew havia morrido após conhecer Hank e se tornarem grandes amigos.
Hank, um escritor que concordou em escrever a história de Lew um produtor de bandas de rock. Eram grandes amigos Lew morreu ao consumir drogas para tomar coragem e falar com sua amada já não a via há tempos."

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Amor

Desejo que nosso amor seja paciente; que supere os altos e baixos a que é sujeito sem ser posto a prova. Desejo que seja fértil; que se regue das lágrimas que trouxer, sendo estas de dor ou de alegria. Desejo que seja próspero; que una presente e futuro, e deixe o que passou para trás, como simples recordação. Sonho que nosso amor seja rotina; que me permita deitar ao seu lado e olhar nos teus olhos todos os dias, sem nunca me cansar. Sonho que seja justo; que traga para ambos os lados um benefício nunca antes experimentado. Sonho que seja indescritível; que continue a surpreender com a falta de palavras, com o vazio da tentativa de expressar o que se sente. Almejo te admirar ; almejo olhar para voce e lembrar do que você realmente é: mais que um sorriso bonito, um sorriso expressivo; Espero que você seja forte o suficiente para me proteger; sábio o suficiente para me contradizer; hábil a me persuadir; racional para me tranquilizar; apto a melhorar-me; rápido para me segurar quando eu cair; alto para me erguer quando eu nao puder mais enxergar. Nosso amor é além. Além de pele e compatibilidade. É sintonia. Amor cúmplice, amor confidente. Amor plural. Que se adapta a cada face que o outro admite, em cada situação. Amor adaptável. Amor palpável. Amor sofrível. Amor nosso de todo dia. Karla Buarque

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Kiss me - Ed Sheeran



(...)" Se acalme comigo...
Me cubra, me abrace...
Se deite comigo...
E me segure em seus braços..
E o seu coração está contra o meu peito...
Seus lábios pressionados no meu pescoço
Eu estou mergulhando dentro dos seus olhos".
-Kiss me -Ed Sheeran

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Mulher, vem!


Mulher, vem!
Resgata o teu papel, o teu feminino sagrado, tua ancestralidade.
Não tenha medo de seguir a luz, de se entregar ao Sol.
Muito menos de mergulhar nas trevas do submundo, das fogueiras, dos encantamentos.
Prove de todos os reinos e sabores, permita-se viver intensamente cada instante.
Siga seus instintos e extintos.
Seja simplesmente você.

Gratidão Luz Divina... Emoticon heart
 Sagrado é o teu nome!!!!



Houve um tempo, em que todas as mulheres eram sagradas. Em que eram vistas como Deusas, como senhoras de seu próprio destino.
Houve um tempo, em que o corpo era sagrado, em que o sexo era uma prece. Em que homens e mulheres respeitavam-se e reverenciavam-se.
Houve um tempo em que a mulher era feiticeira, faceira, tecelã, curandeira, parteira.

A mulher banhava-se na natureza, perfumava-se com jasmim. Andava de pés descalços, corria pela mata. Usava compridas saias, rodadas, coloridas, leves. Dançava para ela, dançava para a vida, dançava para seduzir, dançava para fertilizar.
Sua voz era como o canto da mais bela ave. Sua beleza era fascinante, encantadora. Era aos poetas a inspiração e aos músicos, canção. A mulher era rendeira, cozinheira, mãe, sagrada, admirada. De joias e pedrarias era adornada e, da natureza, sua maquiagem retirava.

Onde está esta mulher?
Em que fase da história ou período ela perdeu-se?
Onde devemos procurá-la?
Na verdade, esta mulher-sagrada ainda existe. Está imersa em outras formas, em outras faces, em outros costumes. Mas se priva, se poda, se adapta, se escraviza... E não lembra do que já foi em sua totalidade.

Hoje esta mulher é empresária, médica, advogada, policial, recepcionista, dona-de-casa, política, enfermeira, escritora, estilista. Ela ainda está aqui, mas não lembra quem realmente é. Perdeu a memória. Esqueceu-se de sua sacralidade, de sua divindade, de sua superioridade.

Mulher!
Coloca tua saia rodada, penteia-se com o orvalho, tira o sapato dos pés.
Permita-se bailar com o vento, satisfazer seus desejos, impor sua vontade.
Permita-se amar, realizar, cantar.
Permita-se sentir bela, amada, desejada, sentir prazer.
Permita-se fazer aquilo pelo qual tua alma anseia.
Permita-se honrar a Deusa, ao Deus, à natureza.
Permita-se viver a tua vida, e ser a senhora absoluta do teu destino.

Mulher, dentro de ti há tantas outras, que tu ignora totalmente.
Será você fértil doce e maternal como Deméter?
Ou vingativa como as três Fúrias?
Quem sabe arrebatadora e feroz, como as Harpias.
Talvez seja feiticeira, sábia e misteriosa como Hécate.
Ou soberana e dotada de magia como Ísis, mãe dos egípcios.
Um tanto implacável, forte e destemida como Kali.
Encantadora e misteriosa como as Nereidas.
Quem sabe é curiosas como Pandora. Confiável e mensageira, como Íris.
Ou justa como Têmis. Talvez seja sensual, impulsiva e totalmente movida pela paixão, como Afrodite.
Ou seja, selvagem como Ártemis.
Pode ser que seja repleta de cores e amores como Eros. Ou então maléfica como Éris.
Mas... Possivelmente, sejas todas elas juntas!

Mulher, vem!
Resgata o teu papel, o teu feminino sagrado, tua ancestralidade.
Não tenha medo de seguir a luz, de se entregar ao Sol.
Muito menos de mergulhar nas trevas do submundo, das fogueiras, dos encantamentos.
Prove de todos os reinos e sabores, permita-se viver intensamente cada instante.
Siga seus instintos e extintos.
Seja simplesmente você.

(Autor desconhecido)