Escrevendo Textos...

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

A juventude não é um período da vida;
ela é um estado de espírito, um efeito da vontade, uma qualidade de imaginação, uma intensidade emotiva, uma vitória da coragem sobre a timidez, do gosto da aventura sobre o amor ao conforto. Não é por termos vivido um certo número de amos que envelhecemos; envelhecemos porque abandonamos o nosso ideal. Os anos enrugam o rosto;renunciar ao ideal enruga a alma. As preocupações, as dúvidas, os temores e os desesperossão inimigos que lentamente nos inclinam para a terra e nos tornam pó antes da morte. Jovem é aquele que se admira, que se maravilha e pergunta, como a criança insaciável; E depois? Que desafia aos acontecimentose encontra alegria no jogo da vida. És tão jovem quanto a tua fé. Tão velho quanto a tua descrença. Tão jovem quanto a tua confiança em ti e a tua esperança. Tão velho quanto o teu desânimo. Serás jovem enquanto te conservares receptivoao que é belo, bom e grande. Receptivo às mensagens da natureza, do homem, do infinito.

0 comentários: