Escrevendo Textos...: Outubro 2008

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Deus...

Hoje, quero falar um pouco de Deus e sua importância na nossa vida, de como ele é simples e ele esta mais próximo de nós do que pensamos, ás vezes só percepemos essa presença muito tarde.
E na minha opnião Deus não esta apenas nos templos religiosos, mas num por-d0-sol, no sorriso de uma criança, nos campos, nas flores, ou seja em tudo que ele criou.
Ele criou tudo que é belo e nos que modificamos esse cenário e colocamos a culpa nele, mas muitas das "coisas ruins" , somos nós mesmos que criamos, pense... se uma criança passa fome será que a culpa foi de Deus ou de nós, que colocamos politicos corruptos no governo ou até mesmo irresponsabilidade da mãe que já tinha filhos suficiente e por imprudência gerou mais um???
Enfim, devemos rever nossos conceitos e atitudes perante a Deus e a sociedade em que vivemos...

terça-feira, 28 de outubro de 2008

A Impontualidade do amorVocê está sozinho. Você e a torcida do Flamengo. Em frente a tevê, devora dois pacotes de Doritos enquanto espera o telefone tocar. Bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha. Triiiiiiiiiiiimmm! É sua mãe... Quem mais poderia ser? Amor nenhum faz chamadas por telepatia. Amor não atende com hora marcada. Ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase, sem disposição para relacionamentos sérios. Ele passa batido e você nem aí. Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido da vida, desconfiado, cheio de olheiras. O amor dá meia-volta, volver. Por que o amor nunca chega na hora certa? ,br> Agora, por exemplo... ... que você está de banho tomado e camisa jeans. Agora que você está empregado, lavou o carro e está com grana para um cinema. Agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de jazz. Agora que você está com o coração às moscas e morrendo de frio. O amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina. Você passa uma festa inteira hipnotizado por alguém que nem lhe enxerga, e mal repara em outro alguém que só tem olhos pra você. Ou então fica arrasado porque não foi pra praia no final de semana. Toda a sua turma está lá, azarando-se uns aos Outros, sentindo-se um ET perdido na cidade grande, você busca refúgio uma locadora de vídeo, sem prever que ali mesmo, na locadora, irá encontrar a pessoa que dará sentido a sua vida. O amor é que nem tesourinha de unhas, nunca está onde a gente pensa. O jeito é direcionar o radar para norte, sul, leste e oeste. Seu amor pode estar no corredor de um supermercado, pode estar impaciente na fila de um banco, pode estar pechinchando numa livraria, pode estar cantarolando sozinho dentro de um carro. Pode estar aqui mesmo, no computador, dando o maior mole. O amor está em todos os lugares, você que não procura direito. A primeira lição está dada: ... o amor é onipresente. Agora a segunda: ... mas é imprevisível. Jamais espere ouvir "eu te amo" num jantar à luz de velas, no dia dos namorados. O amor odeia clichês. Você vai ouvir "eu te amo" numa terça-feira, às quatro da tarde... depois de uma discussão e... as flores vão chegar no dia que você tirar carteira de motorista, depois de aprovado no teste de baliza. ... Idealizar é sofrer ! Amar é surpreender !

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Uma Nova Maneira de Amar

Mais do que nunca a frase “Qualquer maneira de amor vale a pena” faz sentido.O mundo vive tanto desamor, indiferença e sacanagem, que o afeto será sempre bem-vindo, qualquer que seja a sua forma.Não falo apenas do amor romântico, aquele que acontece entre duas pessoas.Falo do amor que flui o tempo todo, em todas as direções, a qualquer hora.Isso é o que está faltando.Todos podem ser uma fonte de amor.Sendo amorosos com cada um que encontramos, amorosos em tudo o que faz só o amor dá segurança.Só o amor tem razão, pelo simples fato de não pretender tê-la.O amor aproxima as coisas mais distantes, ele vence o tempo o espaço e o amor universal é a única saída.Há muitas famílias que vivem em seus lares como se tivessem numa espécie de redoma, vendo o mundo externo como uma ameaça.E o resultado disso, é que encontramos pessoas bastante desconfiadas, sem nenhum senso de cooperação social...Toda renúncia, entrega de si, toda dedicação operosa, todo devotamento para eles parece perda ou atitude inútil.O interesse individual passou a ser de ordem suprema.Na busca da autenticidade, muitos conceitos vão sendo questionados.Cada um desenvolve as suas próprias idéias, querendo que o outro se comporte de acordo com elas.Você espera receber aquilo que precisa e esquece que a natureza do amor está exatamente no oposto: no interesse puro de ajudar no crescimento alheio, no desejo de participar na construção de um mundo melhor.Sem amor para consigo mesmo impossível amar ao próximo.A maturidade deste momento está na busca do respeito de dentro para fora e não a partir de uma ordem que determina o certo e o errado.A base é o respeito por si mesmo, o reconhecimento do ser único.Hermann Hesse diz: “Dar sentindo a vida é missão de amor. Quanto mais somos capazes de amar e de nos dedicar a alguém, tanto mais plena de sentindo se torna nossa vida”.